QUANTO VALE A “IMPREN$A” DE MARICÁ?

De$de há muito tempo que a impren$a local não tem preço, ape$ar de vária$ tentativa$ de de$qualificar o$ meio$ de informação locai$, a$ inve$tida$ em $ua maioria $ão infrutífera$, ma$ a grande pergunta não é quanto vale a impren$a e $im o$ jornali$ta$ ou jornali$ta$ que e$tão por trá$ dela. Exi$tem pelo meno$ doi$ bon$ motivo$ para a prefeitura querer uma reunião com o$ referido$ meio$ de comunicação, $endo a primeira admitir que ape$ar da grande quantia de$pendida para maquilar a realidade do município para o re$to do Bra$il foi infrutífera pelo ponto de vi$ta midiático, poi$ a “pequena impren$a maricaen$e” $e fez ouvir mai$ longe do que o $om do tilintar a$ moeda$.

A $egunda e de$cartando a hipóte$e que queriam fazer anúncio$ e comunicado$ in$titucionai$ reali$ta$, é que todo o mundo tem um preço! O que preci$amo$ $aber agora é quanto cada um vale ne$$a di$puta. Podemo$ lembrar de algun$ ca$o$ celebre$ de gente que trocou a moral e virtude por valore$ monetário$: em 147 a.c Viriato foi traído e a$$a$$inado por um de $eu$ generai$ a mando de Roma enquanto dormia; 330 a.c Dario I, rei Per$a, fora traído pelo $eu general Be$$u$ e e$te acabou por matá-lo, $endo morto também, quando pretendeu receber a recompen$a de Alexandre o Grande. Leônida$ $abia da traição de Efialte$ ao rei Xerxe$, em troca também da$ tai$ moeda$ de ouro; ma$ talvez o mai$ famo$o ca$o $eja o de Juda$ que $egundo con$ta em Mateu$, haverá traído Je$u$ por trinta moeda$, e não $ati$feito ainda lhe deu um beijo.

O fato é que todo$ e$te$ que foram traído$ entraram para a hi$tória da humanidade como grande$ figura$ do$ $eu$ tempo$, enquanto o$ corruptore$ $ó con$eguiram deixar $ua$ marca$ atravé$ da hi$tória do$ traído$, e não foi uma marca indelével, ma$ $im o $ímbolo máximo do de$prezo pela moral e ética na$ $ua$ atitude$. Com tudo i$to quero apena$ dizer que: $e hoje exi$te uma me$a redonda (não uma távola já que e$ta po$$uía um rei digno, ma$ que não diminui a importância da pre$ença do$ no$$o$ cavaleiro$) onde o$ jornali$ta$ $e farão pre$ente$ é ju$tamente porque infligimo$ de tal forma pe$ada$ baixa$ no no$$o oponente, que e$te quer negociar uma paz relativa.

E$ta preten$a paz, comprada, $ó e$tá $endo po$$ível graça$ ao empenho da impren$a local em apontar de forma clara a realidade do$ fato$ e da importância reconhecida de$te$ veículo$ em levar a informação para dentro e fora de no$$a$ fronteira$. Todo$ o$ milhõe$ ga$to$ e por ga$tar na venda de uma imagem municipal que não exi$te. E$tará $endo utilizada também em outro$ momento$ em que o atual ge$tor da cidade, numa po$$ível derrota na$ próxima$ eleiçõe$ ou me$mo apó$ o final do $eu mandato, fará u$o do $eu “Book”, onde con$tarão matéria$ como o tablóide de 200 mil reai$ di$tribuído no jornal O Dia e que não foi veiculado ju$tamente onde $eria mai$ apropriado, na cidade de Maricá. A farra do$ netbook$, a$ milhare$ de ce$ta$ bá$ica$ di$tribuída$ em tempo eleitoral, a$ bicicleta$ que e$tão por vir e tanta$ outra$ mentira$, para mo$trar no $eu novo reduto como foi eficiente e de$ta forma iludir o$ incauto$, ba$eado na$ fal$a$ propaganda$ impetrada$ pelo$ jornai$.

Amanhã $aberemo$ mai$ uma vez quanto valerá o caráter de cada jornali$ta que temo$ em no$$o município, ma$ acima de tudo o valor que nó$ como população temo$ para e$te$ meio$ de comunicação!

Ana Paula de Carvalho

Anúncios

Sobre Ana Paula Carvalho Silva

apc_anapaula@hotmail.com
Esse post foi publicado em Civilidade.com.BR, Denúncias, Início, Maricá. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s