Repassando: “JAMAIS PERMITIREMOS QUE QUIOTO SEJA ENTERRADO EM SOLO AFRICANO! AFIRMAM OS REPRESENTANTES DESSES PAISES NA COP17, EM DURBAN

From: DENISE DE MATTOS GAUDARD
Sent: Friday, December 02, 2011 12:25 AM
Subject: “JAMAIS PERMITIREMOS QUE QUIOTO SEJA ENTERRADO EM SOLO AFRICANO! AFIRMAM OS REPRESENTANTES DESSES PAISES NA COP17, EM DURBAN

Países africanos são destaque nesta terça em Durban

O grupo africano não vai permitir que o Protocolo de Kyoto seja enterrado no solo da África”. Foi com esta frase que o representante dos países africanos arrancou aplausos dos presentes na plenária da COP17, nesta manhã (29), aqui em Durban, durante o Grupo de Trabalho Ad Hoc sobre Compromissos Adicionais para Partes do Anexo I do Protocolo de Kyoto.

A sessão começou com a representante da Argentina falando em nome do G77 – 132 países acrescido da China – e reassumindo a posição do grupo pela defesa do 2º período do Protocolo de Kyoto. Além disso, cobrou o compromisso por parte dos países desenvolvidos neste mesmo sentido. “As promessas que estão sobre a mesa são insuficientes perto do que a ciência recomenda”, disse. Afirmou ainda que o Protocolo é instrumento essencial para manter e aumentar os níveis de ambição para os compromissos de redução de emissões dos países desenvolvidos.

Por outro lado, a Austrália, que falou em nome dos paises do grupo Umbrella (integrado por Austrália, Japão, Rússia, entre outros), retomou sua posição e afirmou que já estão tomando medidas de mitigação e que o Protocolo de Kyoto não pode sozinho manter as reduções em 2ºC ou menos.

A União Européia também se mostrou aberta para um 2º período de compromisso do Protocolo como parte de uma transição para um quadro mais amplo e juridicamente vinculante. “O 2º periodo do Protocolo com poucos países é claramente insuficiente para resolver o problema climatico”, disse o representante da UE.

A Gambia foi incisiva ao afirmar que os países deixando o Protocolo de Kyoto o fazem não porque querem fazer mais e sim porque querem fazer menos. “É preciso que haja um acordo para o segundo periodo do PK”.

Parte superior do formulário

OUTROS DESTAQUES

Fundo Clima: instrumento útil, mas suficiente? (Vita e Civilis)

Por Rubens Harry Born*, em 20/10/2011

O que esperar de Durban depois da pré-Cop no Panamá? (Vita e Civilis)

Por Rafael Poço*, em 16/10/2011

Fundo Clima: 70 projetos disputam 16 milhões de reais (Vita e Civilis)

por Rubens Harry Born*, em 30/08/2011

Rio+20: questões sobre economia verde e governança do desenvolvimento sustentável (Vita e Civilis)

Todas as fontes: (Vita e Civilis)

Obrigada por sua atenção e aguardo breve contato.

Abraços fraternais.

Denise de Mattos Gaudard

Instituto Internacional para el Desarrollo Local (IIDEL) – PERU

Consultoria Socioambiental

55(21) 2246-7255 /55(21) 8875-8820

denisedemattos

denise@iidel.net

Anúncios

Sobre Ana Paula Carvalho Silva

apc_anapaula@hotmail.com
Esse post foi publicado em Ambiente, Início, Outros Autores. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s