15 x 10 – Senso x Contra-Senso

Parece placar de jogo, mas não é. Refiro-me ás datas de duas manifestações que ocorrerão no Centro do Rio de Janeiro neste mês de novembro de 2011. Neste texto apresentarei a minha opinião muito particular e evidenciarei que a manifestação de amanhã é justamente o contra-senso da sensata manifestação do dia 15.

Verificamos que para correr atrás do dinheiro dos royalties nossos gestores, de maneira generalizada: Governador, Prefeitos, Deputados Estaduais e Federais, Vereadores e até mesmo Senadores, organizam manifestações e convocam a sociedade. São eles os próprios articuladores e financiadores, fornecem carros, ônibus, lanches, faixas, acionam todos os seus eleitorados e os funcionalismos públicos.

Acredito que sejam importantes os recursos dos royalties, mas quando usados devidamente. O Estado do Rio de Janeiro, em muitas de suas cidades e inclusive na capital, perdeu uma das suas vocações principais, o turismo, fator este que até a poucas décadas atrás era referência internacional, resumindo-se hoje ao turismo sexual por ocasião do carnaval. Hoje vivemos do extrativismo do petróleo e suas indústrias relacionadas, não verifico na maioria dos lugares haja qualquer tipo de prosperidade adquirida da utilização destes recursos.

Muito grande é o montante financeiro, mas a qualidade dos serviços públicos são precários, muitas cidades ainda sem saneamento básico, ou se os tem são deficientes, e todas as outras políticas também não agregam qualquer tipo de valor á sociedade. O dinheiro vem e ninguém sabe para onde vai! Será que no fundo não perdemos este valor por falta de justificativas pelo qual desapareceram? Talvez pela a própria incapacidade dos políticos de justificarem seus gastos, que nos fizeram perder a capacidade de gerir estes recursos.

Então para mim esta manifestação de amanhã (dia 10) é na verdade uma tentativa desesperada de manter uma máquina corrupta em funcionamento. Assim sendo, torna-se um ato de incentivo, pró-corrupção, enquanto o do dia 15 combate exatamente este tipo de corrupção, que é a omissão e o desvio dos recursos públicos financeiros. O mais interessante é percebermos que a manifestação do dia 15 além de não ter apoio político, também não tem apoio público com o mesmo fervor, haja vista a manifestação anterior, o que é lamentável, mesmo percebendo-se com os indícios evidentes dos últimos 8 anos de governo do PT, no qual a atual presidente continua de forma incessante demitindo a herança maldita que recebeu do próprio partido.

Pensando nisso, preocupa-me ver os indivíduos que jamais foram às ruas ou participaram em qualquer ato em nossa cidade, atos estes pela educação, saúde, moralização entre outros, hoje fretam coletivos e convocam a população para pedir que o dinheiro continue sendo recebido a fundo perdido e sem justificativa para o seu gasto. Pessoas como estas não estão engajadas em mudar a condição política que estamos atravessando, continuam olhando apenas pelos seus interesses, pois é fato que quanto mais abundancia de recurso, mais fácil também serão seus desvios. Por isto, não acredito em políticos que não defendem seu próprio quintal, mas que utilizam todas as formas ao seu alcance para defender o jardim dos outros.

Precisamos lembrar a todo o momento, que estas pessoas políticas em exercício quando omissas, coniventes ou tão somente incompetentes no exercício de suas atribuições, assim como de delegar á incapazes por qualquer tipo de comprometimento, é CORRUPÇÃO! Se não abraçam aquilo que sua população reivindica e sim naquilo que articulam em benefício do indeterminado, é CORRUPÇÃO! Por isto espero que na do dia 15, muitos tivessem o mesmo tipo de conduta de articulação, levando seu eleitorado, mostrando que não compactuam com toda a imoralidade que vem impregnando nossas Cidades.

Esta manifestação do dia 10 é como convocar a população para limpar a barra deles, ou seja, avalizarmos a incompetência de gestão e o desvio de verbas…

A questão dos royalties deve ser discutida na esfera federal por indivíduos qualificados e competentes, pois da mesma forma que estão querendo distribuir este recurso de forma homogênea, isso também deverá se aplicar aos estados mineradores e outros segmentos, formando assim uma divisão igualitária dos recursos, o que não adianta é se lamentarem por terem sido incompetentes na gestão destes mesmos recursos ao ponto de terem perdido estas compensações.

Diante ao exposto, confirmo presença dia 15 no ato UNIDOS CONTRA A CORRUPÇÃO MANIFESTO NACIONAL, na Cinelândia ás 15:00 e não consigo verificar valor algum ao ato de manhã, assim como dos representantes políticos em exercício que se farão presentes, especialmente do nosso Município.

Ana Paula de Carvalho, Brasileira e nunca desisto de um Brasil próspero!

Anúncios

Sobre Ana Paula Carvalho Silva

apc_anapaula@hotmail.com
Esse post foi publicado em Denúncias, Início, Maricá, Opinião. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s