Respostas a Entrevista do Sr. Enorê Rodrigues

Boa Noite Sr. Enorê,

Realmente é muito pertinente esta entrevista seja feita, somente com uma profunda análise podemos verificar êxitos, falhas, fazer correções e demais atos necessários para conquistamos uma sociedade mais justa, unida, mas acima de tudo democrática em sua plenitude, e não numa democracia demagógica como a que vivemos.

Desde já agradeço o interesse pela minha opinião, que também devo esclarecer que as respostas são de cunho pessoal ainda que de visão coletiva quando necessária.

Diante disto e com o seu consentimento começo invertendo suas primeiras perguntas, para um melhor entendimento das minhas respostas:

2. VOCÊ JÁ ESPERAVA ESSE RESULTADO?

Sim, já esperava por este resultado, tanto que publiquei um texto que serviu mais ou menos de roteiro para os vereadores, assim como estes devem tê-lo utilizado para coagir também o prefeito no sentido de aumentar seus valores de troca (voto x vantagens) na última hora, porém acreditava que não seriam tantos a dizerem NÃO.

Acreditava que tentariam representar mais o seus papéis de bons-moços para a população, mas me enganei redondamente, ainda que fosse um risco calculado.

Um dos motivos que utilizaram para mal dizer daquele ato e descaracterizá-lo, já sabia muito bem, que foi a justificativa do documento ter sido protocolado por alguém filiado a um partido. Evidenciei isso no dia em que protocolaram, a alguns participantes dos movimentos que se encontravam na câmara já prevendo esse revés, assim como atentei que seria usado contra nós populares e descrevi isso no texto “Vamos ao Teatro”. O que por vezes demonstra também o despreparo de quem tenta conduzir, ainda que de forma clara, legítima e despretensiosa, mas dando margem para este tipo de falha do qual o inimigo se aproveitará sem dúvida, evidentemente que se não fosse este o motivo, buscariam outras desculpas.

1. COMO VOCÊ VIU O RESULTADO DA SESSÃO QUE IMPEDIU A ABERTURA DO PROCESSO PARA APURAÇÕES DE IRREGULARIDADES DO QUAQUÁ?

Enganei-me por um lado, mas por outro cada vez mais afirmo que na verdade não é uma questão ou não de preservar o Quaquá, mas sim da necessidade de se manter o PT em Maricá, por tantos compromissos já leiloados anteriormente. Além das futuras promessas certas de aumento de receita municipal, somada aos royalties e aos possíveis instrumentos de burlar financeiramente nossa cidade em benefício do partido e seus filiados, que são toda aquela horda desordeira, baderneira e esquerdista que caracteriza o PT em todo o território nacional.

E digo isso sem temor, porque sempre atentei que o Partido Trabalhista a nível Nacional não está nem aí para os crimes que seus eleitos vem fazendo por todo o território brasileiro, assim como os seus filiados não fazem pressão junto aos diretórios regionais para mudar e moralizar essa realidade, portanto, são todos farinha do mesmo saco sim!

Outra coisa me chamou a atenção, e aproveito para evidenciar nesta sua pergunta: é que em alguns momentos os movimentos ali presentes foram acusados de ter lideranças partidárias, e o movimento articulador de dissuasão em defesa do líder do executivo, não foi o uso indevido da máquina pública em beneficio próprio como sempre vem sendo feito? E, desde quando as lideranças partidárias, unidas num protesto comum, tem que deixar de ser públicas? Não foi por isso que a cambada Petista lutou por mais de 30 anos e agora querem silenciar o povo com seu assistencialismo barato, “emburrecimento” coletivo de nossos jovens e adultos, e a compra total da oposição? (esta que deixou de existir em 2001 e ainda temos que ouvir do “ex-presidente” que “Quando essa história do mensalão for julgada eu já não estarei aqui”)

A certeza da impunidade é tanta que nos jogam isso na cara todos os dias e como gado, vamos sendo conduzidos para o matadouro, seguimos em fila indiana esperando a derradeira hora do abate.

3. POR QUAL MOTIVO ESSES nove VEREADORES NÃO ABREM MÃO DO APOIO AO QUAQUÁ? DIGO nove EM FACE DE TRÊS ESTAREM ENRUSTIDOS; MARCOS RIBEIRO CAIU E CASTOR.

Pessoalmente cito 13, pois acrescento mais nomes na sua lista de outros que votaram SIM, mas que até pouco tempo recente (menos de 1 ano) estavam em passeatas pró 1ª dama ou na posse da mesma na secretaria e junto ao Sr. Marcelo Sereno. Um outro adiciono por razões pessoais, pois não me convence que um representante do povo use de impropérios contra um cidadão que somente levava o seu posicionamento e de mais alguns vizinhos. Ouvir e respeitar diferenças é uma virtude nesta função legislativa, mas ser educado é uma obrigação civil. Cabe aqui ressaltar, que este ato foi ao lado do presidente do executivo e até hoje, passado mais de 1 anos, seja o próprio, a casa legislativa, assim como o partido, jamais se retrataram sobre o assunto.

Respondendo á pergunta depois desta formação do cenário, o Quaquá está sofrendo uma pressão muito grande, e não é somente popular, este está comprometido até a alma com diversas forças, além da responsabilidade de ter a incumbência de não desacreditar o partido aqui na cidade, já que somos objeto de necessidade às metas de poder deste partido a nível nacional. Para estes vereadores eleitos e seus suplentes, é necessário garantir a imagem dele para o diretório estadual e acima de tudo nacional.

Imagine a responsabilidade do PT não fazer nenhum prefeito, vereador, secretário que seja para o exercício em 2013?

Estou trabalhando para que isso se concretize, indo ás ruas e gritando, de todas as formas que me são possíveis, que não aprovo nenhum destes e quero estender isso a todos os cantos possíveis. Pretendo que este seja o instrumento desagregador e de não consolidação do Partido a nível nacional no PODER, com uma derrota sumária nas próximas eleições. Ele venceu hoje, mas a luta só termina quando acaba!

Espero pelo dia em que o que acontece aqui, sendo investigado, apurado e exposto a nível nacional e ao mundo, na terra que ninguém conhece, Maricá! Então, estes vereadores o Quaquá e inclusive seu vice, nunca tiveram um plano de governo e sim de poder e dominação.

4. O QUE VOCÊ VIU DE MAIS GRAVE NISSO TUDO?

A impotência e o desamparo a que, nós população, estamos expostos. Temos crise no executivo, legislativo e judiciário, isso no Brasil todo, aqui a lentidão da justiça torna estas pessoas impunes por décadas, permitindo inclusive que se recandidatem sucessivamente por anos a fio, exaurindo os recursos públicos sem que trabalhem para repor estes valores. Ou seja, políticos no Brasil dão prejuízo porque não se pagam!

Ainda em tempo, outras estratégias utilizadas são nos cansar, criar arrivismos entre as pessoas, justificativas infundadas como o de partidarismos nos movimentos populares, como também nos ridicularizar, e fazer de nossos atos algo ridículo aos olhos daqueles que jamais estiveram aqui, ou sequer acompanham nossa história recente.

É muito grave esta realidade fictícia, pois mais uma vez torna muitas de nossas lutas inglórias e joga por terra nosso bom nome, ainda que estejamos certos em nossas lutas. Para mim e para muitos o nosso NOME é o que temos de maior valor a preservar e como tal deve ser resguardado a todo o custo, evitando de forma incisiva envolvimentos que não condigam com a moral e os bons costumes.

Assim sendo, acredito que pela postura que a pessoa apresenta diariamente, fica visível até que ponto esta pode ser corrompido ou não.

5. NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES SE VOCÊ RECEBER UM “SANTINHO” DE UM DESSES VEREADORES, O QUE FARÁ NA HORA?

Sr. Enorê, não costumo pegar papéis na rua, pois como trabalhei na Companhia de Limpeza Urbana sei o quanto este tipo de publicidade e instrumento de prospecção sujam a cidade, e realmente não vejo isto como uma conduta civilizada, produtiva, pró eleitoral adequada, pois tem o único intuito de associar a imagem de alguns políticos (neste caso demônios em pessoa) com santos populares e carismáticos.

Existe uma parte da população que está devidamente informada e trabalhará para expulsar todos estes políticos ineficientes do município, pois assim como a outra parte da população acomodada, optam por não se envolverem nas causas populares para se preservarem e aparecerem como “bons moços” em qualquer oportunidade onde possam levar vantagem.

E ainda existe uma outra parcela totalmente alheia aos acontecimentos, estes não há o que se esperar, e muitos nem mesmo tem como chegar para mostrar que existem outros futuros possíveis, não consigo imaginar pais que trabalham incansavelmente matando um leão a cada dia, e mesmo assim não tentam mudar a realidade de seus filhos ou netos.

6. QUAL FOI O VEREADOR QUE MAIS DEMONSTROU INTERESSE EM OBSTAR A ABERTURA DO PROCESSO?

Não houve 1, todos tem parcela e culpa iguais por nenhum deles ter a coragem e testosterona suficientes para saírem ás ruas e reclamarem junto com o restante da população, que nada pede além de atenção e justiça. Por exemplo: Até hoje o PMDB não respondeu, na verdade se recusou a receber a carta onde solicitávamos o posicionamento do partido, em todas as suas representações sobre como conduziriam estes assuntos em nossa cidade. Simplesmente ignoraram até hoje, como sempre ignoraram a vontade popular, pois se investem de uma condição que não possuem a de lideres, mas mesmo assim subjugam a população numa total inversão de valores onde o patrão vira empregado e vice versa!

É conveniente esta postura, pois em entrevistas e demais pronunciamentos se dizem contra Quaquá, mas no legislativo, por debaixo dos panos já repartiram o butim. Dizer que estes legisladores em questão estão sendo analisados no conselho de ética, é procrastinar e se isentar da responsabilidade e no ato dos mesmos. Isto é, são coniventes e se dizem impotentes, isto não é e jamais será uma postura legítima e moral de políticos que infelizmente ainda possuem muitos seguidores. Só o bom Deus sabe por quê!

7. COMO VOCÊ VIU A PARTICIPAÇÃO POPULAR?

Toda a participação é e sempre será bem vinda, todos nós estamos lutando por aquilo que é direito e legitimo. É nosso direito inalienável discutir, protestar e ovacionar sempre que requerido por manifestação pessoal ou coletiva, pacífica e ordenada.

O fato, é que todos ainda estão preocupados em serem julgados partidários ou não, porém qualquer manifestação de intenção já nasce política, isso é visível no processo decisório em que escolhemos este ou aquele clube, esta ou aquela cor, casar ou comprar uma bicicleta! Tudo isto é ser partidário e como tal, não temos o que nos envergonhar, precisamos sim afirmar nossas convicções ainda que possam estar equivocadas e oportunamente assumirmos de forma responsável nossas atitudes e quando necessário reconhecermos nossos erros e admiti-los ainda que publicamente, pois mostra que não possuímos duas caras. Afinal uma medida não pode ter dois pesos, pois evidencia favorecimento, ao contrário do ditado que vulgarmente é citado na ordem inversa.

O ponto fraco de qualquer movimentação popular é o separatismo, quando elementos mal intencionados se infiltram nos mesmos, apenas para desagregar, como vimos a pouco tempo em Itaipuaçú onde um número pequeno de elementos, mas articulados que semeia a discórdia entre todos aqueles que pretendem um lugar comum e próspero. Outros levam adiante, ainda que precocemente, campanhas de políticos fracassados, mas que de alguma forma prometeram vantagens ou prestígio pré/pós eleitoral.

Maricá está cheia destes indivíduos que se dizem a favor da cidadania, mas que no fundo só visam o próprio umbigo e aquilo que podem amealhar no mais curto espaço de tempo. Cabe lembrar, que o PT e suas lideranças são experts nestas organizações. Viveram anos a fios disto e hoje querem se consolidar como o partido que deu a volta por cima, mas o fato é que o Brasil caminha sozinho, na verdade não precisa de palhaços na presidência para justificar seu crescimento, por outro lado, será sempre uma boa desculpa no futuro para que se diga que nunca houve governo mais corrupto que este, e nesse momento surgirá um dos seus parceiros, agora imobilizado pelas vantagens, como salvador da pátria amada. Ao fim, só trocará de mãos, pois o corrompimento ao qual o Brasil se associou, não tem mais volta, ainda que passem mil anos.

Observei que estes legisladores se consideram diferentes e muito, mas muito superiores a nós moradores, estão quase imortalizados na própria soberba, fica mais evidente quando vemos após uma votação calamitosa como esta última, os bajuladores, puxa-sacos, lambe botas, que quase de joelhos se humilham aos pés destas figuras patéticas, no sentido de beijarem suas mãos pedindo a benção. Não imagino como tem coragem de se olhar no espelho depois de perceberem o papel ridículo que fizeram e fazem, seguidamente.

8. VOCÊ NÃO ACHA QUE SE O QUAQUÁ NÃO SAIU PELO MENOS ESTÁ COM O NOME DESMORALIZADO NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO?

A propaganda é a alma do negócio e uma imagem vale por mil palavras. O prefeito esperou a melhor hora para começar os projetos assistencialistas e fazer melhorias localizadas em vários pontos do município, a pouco mais de um ano das eleições. Na posse da máquina pública fará de tudo ao seu alcance para que a imagem transcenda os muros locais e quem sabe até nacionais, são mestres na arte da enganação e só se deixará levar por estes quem tiver memória muito curta, que neste caso são quase 100% dos eleitores, e ainda haverá o tal discurso de que a oposição está trabalhando contra.

Só queria saber desde quando a população virou oposição e pior ainda, como é possível não termos o poder suficiente para demitir um bando de empregados vagabundos como estes?!

Não se deixe enganar, pois a desmoralização a que podemos nos referir é apenas para alguns mais conscientes, que vislumbram o todo e não apenas o seu próprio quintal, razão disto é a população de forma maciça querer estar informada dos acontecimentos, mas em momento algum saem do conforto de seus lares para serem solidários a tudo aquilo que está sendo reivindicado.

Em particular e trata-se de uma opinião bem particular, agradeço de coração a todos os quase 10 mil assinantes que se deram ao trabalho de deixarem seu bom nome nas folhas, que incansavelmente todos os integrantes de movimentos distribuíram ao logo de semanas, mas isso por si só não é o suficiente, era necessário que estes tivessem faltado ao trabalho, saído de casa, deixado de ir no bar e tantos outros afazeres para pressionar a câmara naquele dia fatídico.

A assinatura é uma procuração sim, mas o corpo presente teria sido de maior relevância, de outra forma, não se torna interessante vazar tais informações além de nossas fronteiras, pois o que tentam hoje salvaguardar, com todas as suas forças, não é a imagem do PT na cidade e sim pleitear a reeleição do partido (não do candidato) ou alguma sigla coligada, mas acima de tudo de confiança (coisa que não existe no PT, não confiam nem em na própria sombra!).

Lembrando que a maioria que poderia nos amparar hoje vive omissa. Para se ter um legislativo ético é necessário que o executivo, já que este detém a máquina pública de arrecadação, não os corrompa em favor dos seus interesses. O PT só está no governo até hoje no país inteiro, porque não existe oposição (esta é uma conclusão unânime). Foram todos comprados com cargos e comissões, desta forma ninguém diz NÃO para qualquer tipo de assunto, fizeram um mensalão gigante com a chancela vermelha e branca.

9. VOCÊ ACHA QUE A JUSTIÇA IRÁ TIRAR ESSE CAFAJESTE?

Nunca acreditei nesta hipótese, afinal ele faz parte do partido governamental federal e Maricá está para o Brasil nos próximos anos como a Amazônia para o resto do mundo. Somente a eleição pode tirar este sujeito de lá e isso será outra luta, já que não medirão esforços para ameaçar seja quem for inclusive de forma física. O que está em jogo, para quem ainda não percebeu de forma objetiva, é o dinheiro, cuja composição podemos definir da seguinte forma:

Quando pretendemos excluir um vereador que vem mamando nas tetas do erário publico, estamos fazendo com que este indivíduo abra mão de algo como R$ 300.000,00 de salários pelo mandato, fora todas as propinas e vantagens que advêm da utilização indevida do cargo e tráfico de influencia, os quais somarão mais X% ao quinhão a amealhar. Isso ocorre com todos os outros cargos inclusive do prefeito e seus secretários, portanto, quando vemos uma cidade que não tem meios significativos de subsistência, abrir mão dessas boladas é passível de morte com certeza, para os incapazes que hoje ocupam estes lugares e mesmo para os incapazes que pretendem se candidatar, tirar uma vida para garantir seu lugar “ao sol” é apenas um obstáculo a ultrapassar.

Penso que até lá, 2012, ainda poderemos contar com todas as armas ilícitas para derrubar todos os políticos. Volto a frisar que por aqui passam e passaram e nada fizeram, nunca saíram ás ruas para outra coisa que não fosse pedir voto. Com isso coloco todos no mesmo saco, e prefiro anular meu voto nas urnas, do que votar em qualquer um deles. Prefiro votar num desconhecido, do que num conhecido enganador, pelo menos terei uma desculpa para dizer que errei, de outra forma o único argumento que sobrará será o da burrice de ter acreditado num picareta conhecido.

Cabe atentar, já que acredito que somente as eleições podem mudar isto, que todos têm medo do desconhecido, se este se confrontar com alguém do qual ele não possa quantificar, o desestabilizará. Existe um texto de minha autoria que se chama “Guerra Assimétrica” que tenho a intenção de publicar em breve, onde fica claro que derrotar todos estes políticos é bastante fácil, o difícil é convencer as pessoas que é possível!

Um exemplo disso seria o caso de nas eleições de 2010 para presidente em vez da Dilma fossem o José Dirceu ou o Palocci concorrendo contra o José Serra, eles teriam ganhado?

Alguns candidatos, conforme muitos já evidenciamos e é de conhecimento público, não terão a menor chance por causa dos problemas com o TSE, outros ainda darão seu jeito para que se apague alguma coisa e possa concorrer, mas talvez não tenham o tempo hábil ou se queimem na disputa ao cargo. Portanto, acabará por ficar o Quaquá (ou seu concorrente partidário) rivalizando com meia dúzia de nomes dos quais a metade não terá expressão, e desta forma conseguirá ser eleito, pois estará disputando com todos eles de igual para igual, e se assim for assim podemos considerá-lo eleito, pois neste caso fica evidente a simetria da disputa, são candidatos diferentes entre iguais!

Poucas pessoas hoje são capazes de confrontá-lo nas eleições com os diferenciais necessários na disputa, a começar pelo equilíbrio, somada a capacidade em gestão, ter visibilidade no município e fora dele, mas acima de tudo aceitação/participação popular na busca em fazer daqui um lugar melhor para hoje e sempre.

10. COMO VOCÊ VÊ ESSA REFLEXÃO: “O POVO NÃO QUER O QUAQUÁ, MAS A CÂMARA QUER, MAS COMO O PODER EMANA DO POVO, SAI O QUAQUÁ E OS QUADRILHEIROS OU SAI O POVO?”

Como falei inicialmente é importantíssimo para analisarmos o passado, executar no presente e projetar para o futuro os atos populares. Não devemos segregar vizinhos, partidos e diferenças. Devemos cada vez mais somar forças, unirmo-nos em objetivos comuns e jamais nos permitirmos corromper moralmente. Pois se assim o fizermos, estaremos nos igualando a eles!

Infelizmente hoje verifico em minha vizinhança já existe um êxodo significativo, até porque esta área específica (Cordeirinho) é de grande maioria composta de veranistas e áreas rurais, mas muito bem constatado também no grande número de estabelecimentos comerciais que estão fechando por toda a cidade. Então o ultimo caso já existe o que facilita a posse do poder na cidade, pois muitos já buscam em outras cidades aquilo que foi a proposta inicial ao morar aqui e que hoje não temos, que é a qualidade de vida a que se propuseram.

Num futuro próximo veremos que as belas casas que aqui foram construídas ao longo de anos, por pessoas que almejavam uma aposentadoria digna, dará lugar á venda a preços muito baixos destas residências á beira mar, ou não, para famílias de baixa renda oriundas das mais diversas localidades que se instalarão na proporção de 3 a 5 famílias por imóvel para dividirem os custos (isto já é fato nesta região). Não vejo as pessoas fazendo compras no município, que não sejam por extrema necessidade, em Itaipuaçu mesmo, um dos supermercados da avenida principal, tem os preços de produtos mais caros que no centro da cidade de Maricá, as peixarias não ficam atrás e, no entanto o lugar está em petição de miséria para se transitar.

Não se ganha uma guerra com o mesmo instrumento do adversário, devemos desequilibrar as forças e surpreendê-lo com aquilo que ele até então renega. Se ele tem dinheiro e equipamentos, temos que ter inteligência, garra e reconhecimento. Então ousemos a fazer tudo, totalmente diferente do que até hoje vem sendo feito em Maricá.

Coisas como a condução segregacionista, o não se envolver em assuntos de política e se permitir em reeleger alguém que já foi desqualificado em outro momento, devem ser erradicadas de nossos diálogos, desconsiderados até pelas mídias para que estas tenham credibilidade. Porque quando se evidencia uma determinada figura que está maculada politicamente, seja pela justiça eleitoral ou por seu fracasso pessoal, estamos nos permitindo considerar que aquilo, aquela coisa abstrata venha de alguma forma a influenciar as nossas vidas e até representar uma vontade popular inexistente.

Veja por exemplo, desde quando algum governante colocou um projeto de remodelação de uma praça publica, ou outra coisa qualquer á aprovação popular?

Eu por exemplo acho que a casa de cultura deveria ser a Biblioteca Municipal, devidamente equipada com salas de projeção e de estudos, assim como para utilização publica até dos movimentos populares. Entretanto pretendem fazer uma casa da cultura afro! O Mal está em segmentar as etnias, as crenças, as idéias e as opiniões, não é uma questão de cor, credo ou coisa parecida, somos um único organismo vivo, com problemas independente da classe social ou cor da pele, existe espaço para todos, pois está escrito na constituição assim como a saúde, educação e segurança, livro este que foi abolido das escolas por mostrar que temos direitos e não apenas deveres, mas que não interessa a quem nos governa que tenhamos luz própria ou que possamos ter clareza de idéias.

A pulverização dos votos não se dará pelo número grande de candidatos, mas sim pela falta de um nome que seja realmente representativo nesta atual fase política popular, e que por nossa experiência já a nível legislativo é importantíssimo esta pulverização nas legendas, para jamais ficarmos reféns de partidaristas incondicionais. Lembrando de que Maricá por ter menos de 200 mil habitantes não terá segundo turno, o que significa que se houver 10 candidatos a prefeito e 10 mil eleitores, quem tiver 1001 votos leva! Ganha a eleição! Se elege com 10% + 1 da votação!

11. COMO VOCÊ VÊ AS COMEMORAÇÕES DAS “VIÚVAS” NO FACEBOOK?

Para mim, verifico que existia um silêncio muito grande destas pessoas, e uma exaltação exacerbada após a votação, que sabemos que o resultado não é popular e sim partidarista, o que não nos representa, pois reunirmos num abaixo assinado de mais de 10% dos eleitores. Este ato se evidencia mais um confrontamento á nossa moral e ética, mas típico das antigas disputas quando estes eram oposição, quando havia oposição, em suas origens sindicais,.

Lembro a todos que um verdadeiro amigo não verificamos nas vitórias e sim nas derrotas. E, neste caso, acredito que este chefe do executivo sequer terá condições de ir a uma padaria no bairro mais ermo e distante em nossa cidade após as eleições de 2012.

12. A LUTA CONTINUA?

Em todas as guerras existem várias batalhas e só termina quando acaba. Contra a corrupção que hoje assola nossa cidade, já houveram outras batalhas antes desta e muitas mais virão, somos soldados novos em batalhas antigas, e que venham outras! Pois o dia que não lutarmos significa que perdemos nosso propósito, nossa dignidade e não temos mais sonhos.

Hoje cada um de nós é responsável por muito mais que nossas famílias ou o espaço que ocupamos, estamos construindo um Brasil diferente, baseado em valores esquecidos e como tal, não tem data nem hora para acabar, é uma luta árdua e continua, e temos o dever de não nos entregarmos como bons brasileiros que somos: não desistimos nunca! Também não fazemos prisioneiros!

PARABÉNS PELA SUA NOSSA LUTA EM PROL DO NOSSO POVO.

Atenciosamente,

ANA PAULA DE CARVALHO

WWW.CIVILIDADE.COM.BR

From: Enorê Rodrigues
Sent: Thursday, August 18, 2011 4:07 PM
To: Cesar Agusto ; Romilda Lutando por Itaipuaçu ; ANA PAULA LUTO POR MARICA

ESSA ENTREVISTA ESTÁ SENDO ENVIADA AO CESAR,ROMILDA E ANA PAULA

  1. COMO VOCÊ VIU O RESULTADO DA SESSÃO QUE IMPEDIU A ABERTURA DO PROCESSO PARA APURAÇÕES DE IRREGULARIDADES DO QUAQUÁ?
  2. VOCÊ JÁ ESPERAVA ESSE RESULTADO?
  3. POR QUAL MOTIVO ESSES nove VEREADORES NÃO ABREM MÃO DO APOIO AO QUAQUÁ? DIGO nove EM FACE DE TRÊS ESTAREM ENRUSTIDOS; MARCOS RIBEIRO CAIU E CASTOR.
  4. O QUE VOCÊ VIU DE MAIS GRAVE NISSO TUDO?
  5. NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES SE VOCÊ RECEBER UM “SANTINHO” DE UM DESSES VEREADORES, O QUE FARÁ NA HORA?
  6. QUAL FOI O VEREADOR QUE MAIS DEMONSTROU INTERESSE EM OBSTAR A ABERTURA DO PROCESSO?
  7. COMO VOCÊ VIU A PARTICIPAÇÃO POPULAR?
  8. VOCÊ NÃO ACHA QUE SE O QUAQUÁ NÃO SAIU PELO MENOS ESTÁ COM O NOME DESMORALIZADO NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO?
  9. VOCÊ ACHA QUE A JUSTIÇA IRÁ TIRAR ESSE CAFAJESTE?
  10. COMO VOCÊ VÊ ESSA REFLEXÃO: “O POVO NÃO QUER O QUAQUÁ, MAS A CÂMARA QUER, MAS COMO O PODER EMANA DO POVO, SAI O QUAQUÁ E OS QUADRILHEIROS OU SAI O POVO?”
  11. COMO VOCÊ VÊ AS COMEMORAÇÕES DAS “VIÚVAS” NO FACEBOOK?
  12. A LUTA CONTINUA?

PARABÉNS PELA SUA LUTA EM PROL DO NOSSO POVO.

Enorê Roberto Rodrigues
Jardim Atlântico-Itaipuaçu

Anúncios

Sobre Ana Paula Carvalho Silva

apc_anapaula@hotmail.com
Esse post foi publicado em Início, Maricá, Opinião. Bookmark o link permanente.